terça-feira, 13 de julho de 2010

“O Último Bandeirante” (A Esfera dos Livros), de Pedro Pinto.

“O Último Bandeirante” é um romance histórico cujo protagonista é Raposo Tavares. Quando este atacou a Missão Jesuíta de Jesus Maria, o seu objectivo era conquistar a região do Tape em nome da Coroa portuguesa e destruir o sonho do Superior Diego de Trujillo. Contudo, estava longe de imaginar que começava ali uma corrida de vida e morte à maior bandeira de sempre em terras do Brasil.

Com as mãos sujas de sangue, a roupa a cheirar a queimado e milhares de índios aprisionados, Raposo Tavares, o maior bandeirante de todos os tempos, regressou à vila de São Paulo; voltou a casa e ao fabrico das suas estranhas infusões, ao desenho dos seus mapas e aos braços apaixonados de Maria Teresa. No entanto, era hora de regressar ao mato, para definir as fronteiras de Tordesilhas e procurar, a contragosto, o Eldorado.
Só que, três anos depois, quando regressou a São Paulo, Raposo Tavares era um homem quase irreconhecível, marcado pela maldição do Amazonas.
Enviar um comentário