quarta-feira, 5 de maio de 2010

Quercus avisa que peixe afectado pela maré negra poderá chegar à mesa dos consumidores

A presidente da associação ambientalista Quercus afirmou, esta quarta-feira, que as espécies de peixe afectadas pela maré negra, no Golfo do México, podem vir parar à mesa do consumidor português, mesmo que a captura não seja feita directamente no local.


«As marés negras têm o impacto mais directo de matar as espécies no momento do acidente, mas também o efeito de uma poluição difusa - que resulta de disseminação da poluição por todo o oceano através das correntes - que marca as cadeiras alimentares. Pode haver um aumento de poluentes nas cadeias alimentares e posteriormente do próprio pescado que vai para a nossa mesa», frisou a ambientalista.

A presidente da Quercus deixou ainda uma sugestão aos responsáveis políticos, aconselhando-os a ponderar muito bem a concessão de explorações de petróleo, uma vez que as garantias dadas pelas companhias nem sempre são cumpridas.

A plataforma Deepwater Horizon afundou-se no Golfo do México a 22 de Abril, a cerca de 70 quilómetros da costa norte-americana, fazendo 11 desaparecidos, e o seu poço liberta, desde então, até 800 mil litros de petróleo por dia.
tsf
Enviar um comentário