sábado, 11 de setembro de 2010

Comemorações dos 200 anos da Batalha do Bussaco

A Batalha do Bussaco está a marcar o calendário cultural do concelho da Mealhada. No bicentenário desta importante batalha histórica, a Câmara Municipal da Mealhada preparou um programa de comemorações que se estende até ao final do ano e inclui várias exposições, concertos, lançamento de livros, de selos e de um carimbo comemorativo, cerimónias militares, uma recriação histórica da Batalha do Bussaco e um Congresso Internacional.


As comemorações dos 200 anos da Batalha do Bussaco arrancaram a 12 de Junho com uma exposição evocativa da data e o lançamento de dois livros sobre a temática, prosseguiram com um concerto da Banda Sinfónica do Exército e seguem, agora, com muitas outras iniciativas. O programa, que tem vindo a ser elaborado pela Câmara da Mealhada, em colaboração com o Estado Maior do Exército, a Academia Portuguesa de História, a Associação Napoleónica Portuguesa, a Fundação Mata do Buçaco e algumas associações locais, ainda nem está fechado e já conta com acções até ao final do ano.

Confirmada está já a recriação histórica da Batalha do Buçaco, nos dias 25 e 26 de Setembro. Uma iniciativa que conta com cerca de 200 recriadores de associações napoleónicas de vários países e que se divide em dois momentos: no dia 25, está marcado um desfile pela Av. Emídio Navarro, no Luso, às 15h45, ao qual se seguirá uma escaramuça junto ao monumento da batalha, pelas 18h30; já no dia 26, será possível assistir à recriação da Batalha do Bussaco, pelas 11h, junto às portas do Sula (onde se realiza a feira).

O Congresso Internacional sobre a Batalha do Bussaco está também confirmado para os dias 29, 30 e 31 de Outubro no Cine-Teatro Municipal Messias. Uma iniciativa que terá um preço simbólico (as inscrições ainda não estão a decorrer) e que engloba uma série de outras acções, como um percurso nocturno de recriação da Via Sacra pelos Monges Carmelitas, um concerto de Vox Angelis intitulado “Lamento em Memória das Vítimas da Batalha do Bussaco” e uma visita guiada dos congressistas ao Bussaco.

A programação não se esgota aqui. Pelo meio, está já confirmada a exposição de fotografia “O(s) Rosto(s) da Batalha”, do Coronel Ribeiro de Faria, de 11 a 30 de Setembro, o lançamento de um livro de Banda Desenhada sobre a temática, da autoria de José Pires, também no dia 11 de Setembro e a apresentação dos selos e do carimbo comemorativo no dia 27 de Setembro, pelas 18h, sendo que todas estas iniciativas decorrem no Convento de Santa Cruz do Bussaco.

O programa conta ainda com as cerimónias militares e protocolares do Exército Português no dia 25 de Setembro e com mais outras duas mostras sobre a Guerra Peninsular na sua generalidade. Um calendário rico em iniciativas, que pretende assinalar da forma mais nobre um acontecimento que não marcou só a História de Portugal, mas as gentes do concelho da Mealhada e de toda a região.

“Só daqui a 100 anos se comemorará o terceiro centenário, portanto esta data tem de ser devidamente assinalada. O 27 de Setembro de 1810 é uma data inesquecível para nós. Não há ninguém do concelho que não saiba o que ela representou”, afirmou o Presidente da Câmara Municipal da Mealhada, a propósito desta aposta da autarquia no programa de comemorações dos 200 anos de tão importante batalha da História Universal.
Enviar um comentário