domingo, 29 de novembro de 2009

"Face oculta"

A inquirição de Armando Vara terminou anteontem, sexta-feira, por volta da meia-noite. As medidas de coacção devem ser conhecidas na próxima quarta-feira à tarde.
Vara confirmou que apenas tinha relações profissionais com Manuel Godinho, por ele ser cliente da Caixa Geral de Depósitos, onde o arguído era administrador, e depois para tentar angariá-lo para cliente do BCP.
O ex-administrador do BCP afirma nunca ter recebido prendas de Manuel Godinho, excepto uma caixa de robalos, em Vinhais. Reiterou, mais uma vez, que as conversas que teve com Sócrates e que constam das escuta são conversas privadas e como tal devem manter-se.
Vara afirmou ainda que nesta fase, ou mais tarde, será ilibado porque as acusações são inventadas.
sigam-o-robalo 
jn
Enviar um comentário