domingo, 29 de novembro de 2009

Investigadores conseguem capturar arco-íris


Capturar um arco-íris era, até agora, algo com que se podia apenas sonhar. Mas por vezes os sonhos tornam-se realidade. Pela primeira vez, uma equipa de cientistas norte-americanos conseguiu capturar o fenómeno.

A técnica utilizada é de uma extrema simplicidade, recorrendo somente a algumas lentes e um prato de cristal. A descoberta pode ter efeitos práticos importantes, como a possibilidade de armazenar informação usando a luz, revolucionando as computações ópticas e as telecomunicações.
Há dois anos, Ortwin Hess, da Universidade de Surrey, descobriu um método para diminuir a velocidade e capturar a luz, utilizando-a para multiplicar por mil a memória dos computadores. O método baseava-se essencialmente na refracção negativa dos materiais artificiais.
A revista ‘New Scientist’ apresenta agora o trabalho desenvolvido pelos investigadores da Universidade Towson de Baltimore (Maryland, nos EUA), que conseguiram criar uma ‘armadilha’ para ‘aprisionar’ arco-íris, recorrendo a uma lente convexa de cristal com 4,5 milímetros de diâmetro, com uma das faces Roberta com película de ouro de 30 nanómetros de diâmetro. A face coberta é depois apoiada sobre um plano de cristal revestido também com película dourada, de 70 nanómetros de espessura. A luz que passa entre os dois planos, fica armazenada na camada de ar.
cm
Enviar um comentário