terça-feira, 20 de outubro de 2009

A ideia de demolir o Estádio Municipal de Aveiro



A ideia de demolir o Estádio Municipal de
Aveiro, devido aos elevados encargos com a manutenção e conservação deste equipamento, já se tornou no primeiro grande debate do novo mandato autárquico, mas a hipótese não parece colher muitos apoiantes.
O assunto que surgiu na praça pública através do presidente da concelhia de Aveiro do PSD, Ulisses Pereira, tem sido discutido não só nas mesas de café, como também nas bancadas do próprio estádio, como aconteceu no último domingo, durante a realização do jogo entre o Beira-Mar e o Torre de Moncorvo a contar para a Taça de Portugal.

“Não faz sentido nenhum pensar numa coisa dessas com o dinheiro que se gastou aqui da Câmara, do Estado e de toda a gente”, dizia João Gonçalves um dos 350 espectadores que assistiam ao desenrolar da partida - pouco mais de um por cento da lotação do estádio. Este sócio do Beira-Mar há 40 anos admite que o estádio “é um elefante branco”, mas diz que isso se deve ao facto de a autarquia ter “parado no tempo”, referindo-se ao facto de os projectos complementares previstos para a área envolvente ao estádio não terem saído ainda do papel.
publico
Enviar um comentário