quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

As fantásticas paisagens de Bernhard Edmaier


Sobrevoar a Terra em busca de paisagens intocadas que a natureza forjou ao longo de milhares de incontáveis anos, capturando com lentes Zeiss ângulos vertiginosos que trazem ao primeiro plano toda uma gama de cores, formas e aspectos que, combinados, produzem um resultado simplesmente incógnito; como toda primeira visão que o Homem tem do inexplorado. Depois é catalogar todas as imagens na parceria de renomados geólogos e publicá-las em coffee-table books bem tratados...
Este invejável trabalho pertence ao alemão Bernhard Edmaier. Geólogo e engenheiro civil, Edmaier acabou, durante os trabalhos com a segunda profissão, descobrindo-se fascinado pela primeira, abandonando definitivamente a engenharia para dedicar-se à sua formação na Photographers’ Guild em Munique. Em 1992 já fundava sua própria agência de fotografia, a Geophot, onde trabalha desde então de forma independente.
Movido pelo interesse em fenômenos naturais, o fotógrafo viaja pelo mundo em busca de lugares desertos e improváveis, angariando material para seus livros científicos e outros projetos de teor semelhante, geralmente acompanhado pela também geóloga Angelika Jung-Hüttl, sua parceira, quem emite a maioria das explicações e comentários acerca dos processos de erosão, degelos, desertificações, entre outros encontrados nas explorações.

Mas para que se alcancem os melhores resultados das observações, um minucioso plano de execução é montado; como boa parte dos lugares fotografados por Edmaier são inacessíveis, ermos ou de condições climáticas bastante severas, antes de cada viagem são feitas pesquisas que avaliam a viabilidade logística da empreitada, as condições de saúde de todos os envolvidos, suprimentos e transporte de material. Decidem-se as soluções para cada ponto através do estudo de mapas e imagens de satélite e assim são detalhadas cada etapa da expedição. Só então é seja escolhida a câmera de trabalho (invariavelmente, as fotografias são feitas sem filtros de cor nem qualquer tipo de manipulação digital é utilizada) e o meio de transporte aéreo ideal, que varia de acordo com altura de onde serão feitas as fotografias e o clima da região escolhida.

Os resultado desse minucioso processo são texturas, fractais e formas geométricas que se tornam então visualizações surreais, realmente surpreendentes, que chegam a nos desacreditar que se trata mesmo deste planeta. A audácia, conceito e técnica de Edmaier e sua equipe podem ser admirados com maior apuro nos premiados catálogos "GeoArt Deutschland", "EarthSong" e "Patterns of the Earth", lançado este ano. Aqui abaixo se podem ver algumas dessas transcendências ecológicas de Bernhard Edmaier.

Ler mais em: http://blog.uncovering.org/archives/2007/08/bernhard_edmaie.html#ixzz0Zwfs4QSY
Enviar um comentário