sábado, 26 de dezembro de 2009

Cacau quente. Para aquecer no Inverno


Antes de serem inventadas as tabletes de chocolate, costumava beber-se cacau quente. O hábito começou em Espanha, onde as plantações de grãos de cacau do descobridor Hernán Cortés eram as maiores da Europa, e o costume depressa se expandiu. Hoje, todas as desculpas são boas para beber uma chávena de cacau quente. Mas já o eram no século XVI.


Cortés trouxe a receita do México, quando o imperador azteca Montezuma o apresentou ao "xocolatl", a primeira palavra para chocolate. Numa altura em que ainda não corriam os mitos de que o chocolate fazia borbulhas, acredita-se que o povo azteca bebia duas mil chávenas de chocolate por dia. Só 50 eram consumidas pelo próprio imperador. O chocolate era servido frio, com baunilha e outras especiarias e tinha um sabor diferente do actual cacau quente: era picante e mais amargo.

No século XVIII, as "Casas de Chocolate" londrinas começaram a competir com as "Casas de Café" e o cacau quente açucarado deixou de ser uma bebida aristocrática. Na Europa Ocidental e na América, a bebida tornou-se um sucesso e era usada para aliviar dores improváveis, como as de estômago.

Em 2003, um estudo da Universidade de Cornell, nos Estados Unidos, provou que o cacau quente ajuda a prevenir o cancro e reduz o risco de problemas cardíacos. Uma chávena contém o dobro dos antioxidantes da mesma quantidade de vinho ou chá verde. E, ao contrário do que se possa pensar, tem menos calorias do que uma tablete de chocolate.

São razões suficientes para ir aos dez sítios que recomendamos, ou para alimentar o velho cliché: um chávena fumegante de cacau em frente à lareira.



Xocoa. Chocolate quente portátil para passear e beber

A receita de chocolate quente da loja catalã já tem mais de cem anos. A marca surgiu em 1897 e já vai na quarta geração de donos. Em Lisboa, abriu a primeira loja em Maio e o chocolate quente espesso é o grande trunfo. “Vendemos em copos de papel para as pessoas poderem passear enquanto bebem”, diz o dono, Sérgio Felizardo.

Xocoa

Rua do Crucifixo, 112-114, Lisboa

Preço Copo pequeno: €1,25; Copo grande: €2,50; em pó para fazer em casa: €5,30

Horário das 10h00 às 20h00



Cacau com rum, pimenta, menta ou vinho do porto

A Rojoo tem a solução para quem já enjoou a tradicional receita de cacau quente: chocolate com sabores. Há chocolate quente de vinho do Porto, rum, pimenta ou menta para aquecer os paladares mais arrojados. “O chocolate quente é feito com barras de chocolate austríaco biológico”, explica Maria João Barros, dona da loja. Mas também há o clássico “chocolate espesso que se pode comer à colher”.

Rojoo

Rua de Santa Justa, 84, Lisboa

Preço Com sabores: €3,50; cacau quente tradicional: €2,95

Horário das 10h00 às 20h00



Uma receita à beira rio, à moda dos Açores

Ganhou fama nos Açores, chegou ao continente e lançou âncora no centro histórico do Porto. O Peter Café Sport está em plena Ribeira e, para lá de todas as bebidas próprias para marinheiros empedernidos, também tem chocolate quente. A vista é de cortar a respiração e a decoração é fantástica. Com o Douro a correr aos pés, agora livre dos aviõezinhos da Red Bull…


Peter Café Sport

Cais da Ribeira, 24, Porto

Preço €3

Horário das 10h às 00h00, quintas, sextas e sábados até às 2h00
Guarany. Um sítio clássico para uma proposta clássica

É um dos mais históricos cafés do Porto. Situado no coração da cidade, combina dois estilos arquitectónicos: traços antigos e um design mais moderno. Com o frio que se sente no Porto, beber um chocolate quente no Guarany e contemplar as magníficas pinturas que cobrem as paredes é sempre um bom programa.

Guarany
Avenida dos Aliados, 89/85, Porto

Preço €2,25 a chávena

Horário das 9h00 às 00h00


Receitas convencionais e exóticas

A Cacao Sampaka é ideal para todos os viciados em chocolate. A variedade é tanta que, na loja, até se vendem tabletes de chocolate com gin tónico. Em matéria de cacau quente também está bem apetrechada: além do cacau em pó para levar para casa, a cafetaria na loja das Amoreiras serve duas receitas desta bebida quente, uma tradicional e uma Azteca. A primeira leva canela e a mais exótica tem 80% de cacau e especiarias.

Cacao Sampaka

Centro Comercial Amoreiras

Preço Uma chávena: €3,50; em pó para fazer em casa: €7,95

Horário das 10h00 às 23h00


Praia da Luz. Caneca numa mão, um livro na outra

A Praia da Luz é uma das mais conhecidas da Foz. A sua esplanada tornou-se famosa e chegou mesmo a ser o centro da movida portuense. Mesmo em frente ao mar, quase sempre revolto por estas paragens, a Praia da Luz oferece o chocolate quente num ambiente de grande quietude. Com uma manta sobre os joelhos e um bom livro na mão está assegurado um dia sem grande stress.

Esplanada Praia da Luz

Praia da Luz, Av. Brasil, Porto

Preço €2,80

Horário das 9h00 às 2h00
Mais de 75 anos de chocolate quente para gulosos
Para quem gosta de chocolate, ir ao Porto e não ir à Arcádia é quase como ir a Roma e não ver o Papa. Há mais de 75 anos que esta marca faz as delícias de miúdos e graúdos. O novo espaço na Avenida da Boavista, para lá dos tradicionais e apetitosos bombons, também tem no menu o chocolate quente. O problema é que não será fácil ficar-se só pela bebida…


Arcádia - Casa do Chocolate

Avenida da Boavista, 1046, Porto

Preço mini copo: 1,20€; copo grande €1,80

Horário das 8h00 às 23h00




Receitas quentes para fazer em casa


Chocolate Quente de Canela

(receita da cozinheira Mafalda Pinto Leite)

Ingredientes

Duas chávenas de leite; dois paus de canela ou meia colher de chá de canela em pó; 50 g de chocolate preto cortado aos pedaços; uma colher de sopa de açúcar castanho; duas gotas de essência de baunilha; uma pimenta malagueta (opcional)

Preparação

Escalde o leite e a canela numa panela pequena em lume brando. Também pode juntar uma pimenta malagueta para dar um sabor mais exótico. Retire do lume, tape e espere dez minutos. Passe por um coador para retirar a canela. Volte a pôr o leite na panela ao lume. Junte o chocolate e o açúcar e bata até o chocolate derreter. Junte as gotas de baunilha e misture. Sirva em chávenas e use paus de canela como colheres.
Irish Coffee

(uma pessoa)

Ingredientes

Uma colher de chá de açúcar; café forte; 90 ml de uísque irlandês num copo de balão; uma colher de chantilly
Preparação
Misture o açúcar com o café e depois o uísque. Mexa e enquanto o café continua a girar, deite as natas lentamente num movimento circular. Deixe que se mantenham à superfície e não volte a mexer.


Glühwein
(receita alemã)

Ingredientes

Uma garrafa de vinho tinto; um limão; uma laranja; um pau de canela; cardamomo ou gengibre; três cravos-da-Índia; três colheres de sopa de açúcar

Preparação

Aqueça o vinho sem ferver. Junte limão e laranja em fatias. Adicione a canela, os cravos-da-índia, o açúcar e cardamomo ou gengibre. Aqueça tudo durante cinco minutos e espere uma hora. Antes de servir, reaqueça e coe. Sirva em canecas.
Enviar um comentário