quinta-feira, 30 de julho de 2009

Universo segundo André

Tem sete anos mas é um lente da Física, Química e Matemática. Sobredotado por definição, reúne uma inusitada capacidade de absorver matérias complexas, decompondo-as em neutrões.
André Roque tem 7 anos e frequenta o 4.º ano na Escola de Lamaçães, em Braga. Depois de amanhã será o centro das atenções no Museu da Ciência, em Lisboa, onde vai proferir mais uma palestra, desta feita sobre "O Nascimento do Universo", no âmbito da XVI Astrofesta. De olhar penetrante, revela segurança ante o desafio, até porque já colecciona a tarimba de 15 palestras, entre escolas e bibliotecas de Braga. Quer ser neurocirurgião e cientista e já vê no recém-inaugurado Instituto da Nanotecnologia campo fértil para dar corpo aos seus sonhos.
"Um dia, gostava de trabalhar no Instituto de Nanotecnologia para fabricar nanobotes e mandá-los para Marte para converterem a atmosfera. Trinta metros da superfície de Marte é pó. Se escavarmos penso que se encontrará água. Já na Lua é improvável viver", afiança, com o empirismo próprio de quem busca a perfeição através de experiências sem fim. De uma busca sem igual do perfeccionismo que lhe confere estatuto de sobredotado e capaz de entabular conversa com os mais eruditos, ou esmiuçar conceitos complexos, levando-os de encontro à compreensão dos mais pequenos. Sem complexos na forma como aborda o Universo, abre portas de confiança à vida extraterrestre. "O Universo é enorme. Tem de haver, pelo menos, alguma vida lá. Podem ser bactérias, seres minúsculos, sem cor. Também podem ser bonequinhos verdes com antenas (risos)". André é um "devorador" de literatura especializada em ciência, física e matemática. Garante ter lido já 814 livros e até estabeleceu um recorde a bater (ainda que fictício) de um outro rapaz que leu 1114 livros. Os de aventuras lê-os em duas horas. São desafios constantes que André impõe ao seu cérebro, exercitando-o como poucos e que levou, recentemente, à impressão de 36 páginas do mais recente número perfeito.
jn
Enviar um comentário